Realmente precisamos de suplementos alimentares?

Suplementos

Os suplementos entram como aliados para suprirmos o que, muitas vezes, não conseguimos apenas com os alimentos, seja por falta de tempo para uma alimentação adequada, seja pela escolha de fontes impróprias ou diversidades inadequadas.
Quando falamos em vitaminas, por exemplo, a maior parte das perdas nos alimentos decorre do calor nos processos de fervura, pasteurização ou esterilização, assim como nos processos industriais de enlatamento e congelamento, uma vez que os alimentos congelados muitas vezes são, primeiramente, escaldados, para se destruírem as enzimas e os micro-organismos e garantir maior longevidade ao produto.
Os suplementos alimentares não se enquadram na categoria de remédio e sequer como esteroides anabolizantes, por isso, atualmente, não é necessária receita ou prescrição médica para sua compra. Crianças, idosos e até mesmo gestantes podem adquirir os produtos.
Diferentemente dos medicamentos, os suplementos alimentares são formados a partir de ingredientes presentes na nossa alimentação cotidiana, com fontes confiáveis e seguras. Possuem o propósito específico de suplementar, e, sendo assim, o suplemento sozinho não substitui as principais refeições.

Ele deve entrar em nossa dieta como aliado para suprir de maneira mais rápida os níveis de nutrientes que o corpo necessita repor em períodos específicos, sendo bem agregado desde quando estamos com um simples resfriado, assim como após uma atividade desgastante e até mesmo em momentos onde exista alguma carência nutricional.
Podendo também ser uma estratégia o consumo de shakes proteicos em horários intermediários, como um lanche rápido, devido a correria do dia a dia que muitas vezes nos impossibilita de realizar uma refeição equilibrada.

 

 

georgia_nutri


Geórgia Bachi

Nutricionista – CRN10 5274
Mestra em Nutrição e Alimentos
Autora do livro: “Dieta Com Whey Protein”, editora Matrix.
www.gbnutri.com.br
Instagram – @georgiabachi